Dúvidas

Leilão Judicial 

Todo Leilão é público e qualquer pessoa Física ou Jurídica pode participar dos leilões de: VEÍCULOS, IMÓVEIS, MATERIAIS, JUDICIAIS, entre outros. O Leiloeiro Oficial é registrado na Junta Comercial do Estado de São Paulo, é mandatário e tem fé pública. Sua profissão é regulamentada pelo Decreto Lei 22427 de 01/02/1933.

Leilão Público Judicial é a venda de bens penhorados através de mandado judicial, para garantia de uma execucão. No caso da Justiça do Trabalho, são para pagamento de processo trabalhista.

Qualquer pessoa pode participar de um Leilão Público Judicial, desde que possua documentos comprobatórios de sua identidade. No caso de pessoa juridica, o representante deverá possuir procuração explicitamente para este fim, contrato social e cartão do CNPJ, além de seus dados pessoais.

Antes de ir a Leilão, os bens são vistoriados e avaliados. Os valores minimos são informados no Edital.

Após a arrematação do bem, é gerado um auto de arremataçao que depois de assinado, só poderá ser cancelado por vícios de anulidade, ou seja, quando existe o direito de adjudicação do executado, pagando o valor de avaliação e permanecendo com o bem.